1. Sua empresa passa por um momento de transformação e você não sabe como fortalecer os líderes ou preparar a equipe para enfrentar as mudanças.
  2. Annie desenvolveu a transmediação, método que busca dissolver (não resolver) os conflitos. Com esse olhar, os conflitos tornam-se oportunidade de diagnóstico de sistemas e organizações, possibilitando ao gestor empoderar suas equipes num processo em que todas as partes lucram. Resolver, apenas, significa que alguém abre mão em favor de outro; não é esse o olhar de Annie.
  3. Seu método já foi apresentado na Casa do Saber e em grandes empresas e instituições públicas, com sucesso. Annie pode apresentar palestras, desenvolver treinamentos e prestar consultorias sob medida para sua necessidade.

  1. Relações Humanas, um Novo Olhar
  2. Dissolver Para Resolver: o Medo dos Conflitos na Cultura Empresarial
  3. Gestão (Pro)Positiva de Crise
  4. Resiliência
  5. Liderança em Tempos de Crise
  6. Gestalt: Reconfigurar o Olhar
  7. Inovação é Cooperação: Percepção e Transformação

Quem é

Nascida em Antuérpia, Bélgica, é professora da Faculdade de Direito da Universidade São Judas Tadeu (USJT), São Paulo, desde 2003. Doutora em sociologia pela Universidade de São Paulo, é mestra em sociologia e graduada em ciências sociais e em artes plásticas pela Universidade de Haifa, Israel, onde viveu de 1970 a 1982.

Em Israel, desenvolveu a crítica à modernidade em sua dissertação de mestrado, e, por derivação, ao direito, na busca por caminhos teóricos contemporâneos. Por outro lado, participando de inúmeros workshops, cursos de formação e grupos de vivência, amealhou vasta experiência em diversas técnicas, práticas e abordagens da psicologia – gestalt, psicodrama, terapia familiar e transpessoal -, e da psicologia social – dinâmica de grupos e liderança comunitária. Esta dupla experiência – teórica e prática – foi fundamental para o que mais tarde desembocaria no seu interesse por meios alternativos ao direito processual para a solução de conflitos.

De volta ao Brasil, aprofundou seu interesse na crítica à modernidade e ao direito, quando defendeu, em 1999, sua tese de doutorado sobre a Constituição da República de Weimar e do Estado de Exceção sob a orientação do sociólogo Francisco de Oliveira.

Em 2003 ingressou como docente na Faculdade de Direito da Universidade São Judas Tadeu. Pouco depois criou um grupo de estudos sobre justiça restaurativa e práticas de mediação de conflitos, deflagrando um processo que desembocou, em 2009, entre outros, na elaboração do Projeto Pacificar da Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, “Uma Pedagogia da Pacificação”, em parceria com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo. O projeto obteve o 1º lugar na classificação nacional, prêmio este que se tornou um divisor de águas na sua carreira.

Como primeira consequência desse sucesso, acumulou experiência com a inauguração de um serviço de atendimento às demandas da Universidade, visando a dissolução de conflitos entre alunos – casos de assédio moral, assédio sexual, questões raciais, bulliyng – como alternativa aos inquéritos disciplinares de finalidade punitiva e não pedagógica. Esse serviço, por sua vez, resultou na realização de uma capacitação inovadora, a de mediação em grupo, desenvolvendo novas técnicas, desde as inspiradas nas abordagens supracitadas da década de 1970, até o atual trabalho de “Constelações Familiares” e sua derivação, as “Constelações Empresariais”, delineando uma nova metodologia para a administração de conflito.

Em abril de 2011 inaugurou e coordena até hoje a primeira Casa de Mediação acadêmica do Brasil, que oferece serviço de mediação pro bono e que dissemina uma cultura da paz na Faculdade de Direito, ainda fortemente imbuída da tradição contenciosa.

Em agosto daquele mesmo ano, lançou o livro Da Mediação à Transmediação de Conflitos: Dissolver para Resolver, tendo a obra se tornado o ponto de inflexão da mediação para a Transmediação como metodologia inovadora e singular.

Atualmente Annie dedica-se ao ensino, à divulgação e ao exercício profissional da Transmediação, especialmente na área familiar e na área empresarial.

Detalhe dos Temas

O encontro apresenta novos olhares para a compreensão da crise, que não é, como muitos pensam, o momento de confusão e de perdas, que obriga a medidas radicais; ela é o clima que precede o caos, sendo a ocasião em que alguém deve agir para evitar que desabe a tempestade, ou, então, para planejar a reação a seus efeitos – a crise é, na verdade, a oportunidade para estar com o pé adiante. Nas organizações, compete ao líder assumir a tarefa de observar as nuvens que se agrupam no horizonte e, a partir disso, traçar estratégias e tomar decisões, num processo de inovação e de rompimento com o estabelecido. Na crise, todos olham para o líder; e ele, para onde olha? Unindo teoria à prática, o encontro mostra que, onde há mudança, há crise, e onde há crise, há inovação.

Depoimentos

O curso foi excelente e superou as minhas expectativas. Saio deste curso com muitas reflexões e perguntas importantes para minha vida, o que era justamente o que vim procurar.
A professora mudou minha perspectiva com a dinâmica da aula. Maravilhoso!

Livros