1. Se você procura alguém capaz de apresentar um panorama completo do contexto social e político do país (e do que há por trás dele). Eugênio Bucci é um dos nomes mais relevantes quando o assunto é democracia, ética e as relações entre poder, imprensa e sociedade.
  2. Sua larga experiência em veículos importantes da mídia proporcionaram uma proximidade com o labirinto de temas como democracia, política, ética e comportamento social.
  3. Em função da atuação de Eugênio Bucci na imprensa e na universidade, ele é capaz de transmitir informações com linguagem acessível, sem abrir mão do rigor e a profundidade de seus temas de trabalho.

  1. Ética na imprensa
  2. Comunicação pública
  3. Ética e democracia
  4. Indústria do imaginário e crítica de televisão

Quem é

Professor Associado (Livre-Docente) da Escola de Comunicações e Artes (ECA-USP). Escreve quinzenalmente na página 2 do jornal “O Estado de S. Paulo”. É colunista quinzenal da revista Época. É membro do Conselho Consultivo da Fundação OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo). Integra os Conselhos Deliberativos do Instituto Vladimir Herzog e do Instituto de Estudos Avançados da USP e o Conselho Consultivo da Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial). Integra ainda os Conselhos Editoriais das revistas Interesse Nacional (ISSN 1982-8497) e Pesquisa Fapesp. Foi professor-pesquisador do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo (USP) de 2007 a 2011 e também professor da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), entre 2011 e 2014, onde dirigiu o curso de Pós-Graduação em Jornalismo com Ênfase em Direção Editorial, de 2011 a 2013. Foi presidente da Radiobrás de 2003 a 2007 e integrou o Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta (TV Cultura de São Paulo) de 2007 a 2010. Na Editora Abril, foi diretor de redação das revistas “Superinteressante” e “Quatro Rodas”, revistas mensais e Secretário Editorial. Ganhou o prêmio Luiz Beltrão de Ciências de Comunicação, na categoria Liderança Emergente (2011), o Prêmio “Excelência Jornalística 2011″, da Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), e o Prêmio Esso de ?Melhor Contribuição à Imprensa? (2013), concedido à “Revista de Jornalismo ESPM” da qual é Diretor de Redação. É Superintendente da SCS ( Superintendência da Comunicação Social) da USP, desde agosto de 2015.

Saiba mais